Alimentação saudável: 8 passos para mais consciência e autocuidado

2019-02-17 14.08.21-2

Um pratão colorido assim e o nosso corpo fica feliz da vida ❤️ Cor no prato é sinônimo de sabor e de nutrição. Comer colorido garante que a gente receba boas doses daquilo que precisamos pra nossa mente e corpo funcionarem da melhor maneira possível.

2019-02-17 14.13.45-2

A nossa energia, nosso humor, nossos sentimentos, nosso comportamento são influenciados diretamente por aquilo que comemos. E, mesmo assim, a gente negligencia nossa alimentação e todo potencial de transformação e cura que ela gera. Não prestamos atenção nos alimentos e constantemente nos vendem a ideia de que saúde se compra nas prateleiras da farmácia e não no mercado ou na feira – ou que tu pode mesmo plantar em casa. Essa semana tá abrindo mais uma farmácia aqui perto de casa, a 4ª em uma distância de menos de 1 km (sim!).

Por que não mais feiras orgânicas? Por que não mais incentivo a uma alimentação que previne doenças e te nutre de verdade em vez de estimular o consumo de uma indústria imensa? A cada dia crescem o número de estudos que comprovam a relação da alimentação saudável com a redução do risco de doenças e pouco se fala sobre isso para as pessoas.

Parece que se criou um mito em volta do comer saudável, que é sem gosto, caro, muito difícil, inacessível, complicado. Eu adoro descomplicar 😄 E mostrar que comer consciente é sinônimo de sabor e de autocuidado é uma das minhas missões.

Por isso escrevi 8 dicas simples pra prática de uma alimentação saudável e consciente que me ajudaram muito no início do meu processo ❤

1. Entenda a sua fome

O que te motiva a comer é uma emoção ou uma necessidade? Que sentimentos emergem no momento da tua refeição? Procura observar o que tu tem sentido.

Além disso, muitas pessoas seguem a regra de comer de 3 em 3 horas. Essa pode ser uma dica pra equilibrar a alimentação, mas talvez pra ti seja melhor de 2h em 2h, ou de 4h em 4h. Por isso é tão importante se observar e definir qual a melhor dinâmica pra ti.

2. Cozinhe a sua própria comida

Aprender a cozinhar nos faz entender melhor os sabores, texturas. Nos conecta com o alimento, nos faz entender melhor a nossa saciedade. Não precisa ser um master chef pra cozinhar bem, a prática é o que ensina.

3. Desconecte-se de distrações

Sim, de novo, deixa o celular de lado pelo menos por esses minutos. Te dedica um tempo pra ti. TV, computador, livro também te tiram o foco e te distraem, afetando a digestão e a sensação de saciedade.

4. Respira

No Yoga dizemos que a respiração é o que nos conecta com tudo. Antes de comer, faz algumas respirações profundas. Sente o ar entrando pelos pulmões. Fecha os olhos e relaxa. Assim preparamos o corpo para um momento importante.

5. Vá à feira ❤

Para o alimento chegar no teu prato, existiu um processo longo antes envolvendo várias pessoas. O produtor que planta, que colhe, aqueles que levam o produto até a feira ou mercado, o preparo do prato.

Conhecer o processo de plantio e os responsáveis por ele nos desperta uma relação de maior afeto com aquilo que consumimos.

6. Coma devagar

Sente os sabores, os cheiros, cada parte do alimento. Mastiga várias vezes, apreciando. Sabe quando nos perguntam o que comemos no almoço e não lembramos? É como se não tivéssemos vivido esse momento porque não prestamos atenção. Mas no Natal ou no aniversário sempre lembramos, porque estamos totalmente presentes, sem pressa.

7. Pare de comer quando se sentir satisfeita

Temos uma ideia de que precisamos ficar muito cheias e só aí paramos de comer. Esse excesso nos deixa pesada, a digestão exige do nosso corpo e ficamos cansadas. Tá tudo bem deixar um espacinho (mesmo!). No momento em que tu te sentir satisfeita, que passou a fome, para de comer. É uma mudança de hábito desafiadora porque nos acostumamos a comer sem parar e a comer muito. Mas aos poucos acontece com bastante naturalidade.

8. Observe seu corpo

A gente tem uma sabedoria inata em busca do bem-estar. Procura reparar como tu te sente com relação a tua alimentação. Como são os ciclos da tua fome? Que alimentos te trazem mais saciedade?

Escuta teu corpo porque ele sabe exatamente do que precisa.

Você também pratica autocuidado com a alimentação? Me conta 🙂


Vegetais salteados com tofu ao molho de leite de coco

Junta todos os vegetais que tem na geladeira e tu vai ter um pratão colorido assim ♥ Depois faz uma bagunça na mesa com os ingredientes e tu vai ter uma foto linda dessas sem querer 🙂

2019-03-30 14.43.38

Esse foi um dos primeiros pratos que inventei quando migrei pro veganismo. Na época eu já comia vegetais, mas queria criar outras receitas, então comecei a misturar ingredientes e ver o que acontecia com o sabor. Muita gente tem o hábito de cozinhar os vegetais (brócolis, vagem, cenoura…) na água quente e servir com sal. É uma opção, mas pra mim esse é o jeito que deixa essas lindezas com o sabor mais sem graça (desculpa aí, pessoal, mas é real). O gosto some – e acho que é por isso que muita gente traumatiza com brócolis. O jeito de cozinhar muda tudo – batata frita e cozida tem gostos totalmente diferentes, certo?

Nessa receita, os vegetais são salteados em fogo médio na frigideira com um pouquinho de azeite de oliva. Daí é só ir mexendo pra não queimar – com uma colher ou estilo chef mexendo a frigideira 😄 O bom é sempre provar pra ver quando o alimento fica al dente (nem super cozido, nem cru). No final do processo eu adiciono o sal e os temperinhos.

 

2019-03-30 14.46.48

E o que deixa esse prato ainda mais delícia é o molho de leite de coco com alecrim, cúrcuma, páprica defumada e sálvia. É de se apaixonar, juro! Quando fizer me conta o que achou!

♥ Vegetais salteados com tofu ao molho de leite de coco ♥ 

♥ Ingredientes

300g de brócolis

200g de vagem

150g de cenoura

100g de tofu

200ml de leite de coco

3 colheres de sopa de Azeite de oliva

1 colher de chá de Páprica defumada

1 colher de chá de Cúrcuma em pó

Alecrim

Sálvia

Sal

♥ Preparo do tofu

~ Corte o tofu em cubos e tempere com cúrcuma e sal.

~ Refogue os cubinhos em uma frigideira com um pouco de azeite de oliva.

~ Quando os cubinhos dicarem dourados, está pronto!

~ Tem a receita completinha aqui!

♥ Preparo dos vegetais

~ Lave bem em água corrente os vegetais e corte-os em pedaços menores.

~ Aqueça a frigideira em fogo baixo e adicione o azeite de oliva.

~ Coloque em fogo médio e comece a saltear os vegetais. Primeira a cenoura até ficar dourada. Depois a vagem e, quando estiver mais macia, acrescente o brócolis.

~ Quando estiverem al dente, adicione o sal e os temperos. Misture bem.

~ Baixe o fogo e adicione o leite de coco com cuidado, mexendo sempre.

~ Prove e ajuste o sal.

~ Quando o molho ganhar uma leve consistência, está pronto!

~ Sirva com o tofu, arroz e coma feliz ♥

 

 

 

 


Cubinhos de tofu

Aperitivos veganos? Queremos! (pra comer antes, durante e depois das refeições!)

2019-02-17 13.47.48-2

Essa receita vai te fazer mudar de ideia sobre o gosto sem graça do tofu.

Sim! O polêmico tofu. Evitei ele por bastante tempo, não sabia preparar, achava a textura estranha e me preocupava muito pelo fato de ser um alimento a base de soja. A soja é uma leguminosa super rica em proteínas, cálcio e magnésio, com doses mais altas do que a lentilha e o feijão preto.

2019-02-17 13.47.11-2

Então, qual o problema dela? Hoje se estima que em torno de 95% da soja plantada no Brasil seja transgênica. Dizem que estudos sobre o consumo de alimentos geneticamente modificados ainda são inconclusivos, mas alguns constataram uma relação entre a ingestão desse tipo de alimento e o aumento de alergias e de resistência a antibióticos.

Qual a alternativa então? Consumir a soja não transgênica! Nas feiras e lojas de produtos naturais tem sido cada vez mais fácil de encontrar! “Ah, mas é caro”. Realmente, não é tão acessível assim, mas, pelas minhas pesquisas, 400g de Tofu hoje é mais barato que 400g de queijo mussarela (por essa tu não esperava né? :P).

Eu não acho que Tofu “substitui” o queijo. Nenhum alimento é igual ao outro pra ter esse papel. A chave que se vira quando se torna vegetariano/vegano é que podemos abrir a cabeça pra provar mil coisas maravilhosas diferentes que não são de origem animal, sair da monotonia alimentar de comer sempre a mesma coisa. E pode acreditar, tem muita comida boa nesse mundo! ❤

2019-02-17 13.40.52-2

Quando fizer essa delícia me diz se te apaixonou ou não pelo tofu! 😀

Ingredientes

150 g de tofu picado em cubinhos

1 colher de chá de açafrão

1 colher de chá de orégano

1 colher de sopa de azeite de oliva

Sal a gosto

Preparo

~ Misture bem todos os ingredientes em uma tigela e deixe marinando por 10 minutos.

~ Em uma frigideira untada bem quente, doure os cubinhos de tofu cuidando para não queimar (é bem rapidinho!).

~ Tá pronto 🙂


Tigela hippie (Buddha Bowl)

Como não amar um tigela colorida dessas? ♥

Não adianta, meu coração é do time dos pratões de comida mesmo. Não troco um feijão com arroz e vegetais por chocolate nenhum no mundo!

2019-02-17 14.08.21-2

E o colorido não é só bonito pros olhos, o corpo todo agradece! Quanto mais cor, mais sabor e mais nutrientes também. Sabia que o fato da gente enjoar de alguma comida é um mecanismo do nosso corpo pra gente consumir outros alimentos e receber nutrientes variados? Ou seja, escute seu corpo, ele é muito inteligente e sabe do que precisa! E, geralmente, ele precisa de equilíbrio 🙂

Esse Buddha bowl (eu chamo de tigela arco-íris ou mistureba hippie porque aqui é Brasil né, gente) nada mais é do que uma misturinha de muitas coisas boas juntas – geralmente o que tem na geladeira naquela hora, sem muita preparação ou receita. É super prático porque não tem complexidade no preparo, além de ser saudável e linda! Mas essa não é uma tigela de salada pura e simplesmente. Existe um cuidado com a montagem dos alimentos pra que a gente consuma tudo aquilo que precisa.

2019-02-17 14.13.45-2

O que vai numa tigela arco-íris vegana?
~ Proteína vegetal (SIM, veganos ingerem, e muita, proteína!): as lindas leguminosas como feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, edamame, tofu etc
~ Carboidratos complexos: grãos e alimentos integrais, batata doce
~ Gordura boa: abacate, sementes, castanhas, azeite de oliva, óleo de coco
~ Vegetais e mais vegetais ♥
~ Eu acrescento sempre brotinhos: de alfafa, de girassol, de feijão, de rabanete, do que for haha Broto é vida, gente!

E essa composição balanceada de nutrientes serve não só pra tigela, mas também pra refeições veganas de forma geral, seja almoço ou janta.

2019-02-17 14.15.53-2

 

Nesse bowl tem couve manteiga e cenoura picadinha refogadas, arroz cateto integral, cubinhos de tofu grelhado, tomate-cereja, broto de rabanete, azeite de oliva e gergelim.

Aos poucos a gente vai descobrindo que alimentação saudável pode ser gostosa e muito mais fácil do que parece!

O que acharam? E vocês são time doce ou salgado? Conta pra mim 🙂


Creme de tofu facinho e delícia (requeijão vegano)

Substituir o queijo pode ser beeem desafiador, mas partir pra criatividade pra inventar alternativas gostosas pode ser bem divertido 🙂

Desde que comecei a migração pro veganismo, busco opções de pastinhas pra passar no pão, em bruschettas e torradinhas. Já rolou de grão de bico, edamame, cenoura, castanha de caju e algumas outras. É incrível como a gente expande nossa imaginação e sai da monotonia alimentar nesse processo. ♥

Esse creme parece muito com um requeijão, mas em vez de ser a base de leite, ele é a base de Tofu, um alimento feito a partir da soja cuja textura lembra um pouco a de um queijo, mas com sabor bem neutro, com pouco sal. Muita gente não gosta porque acha sem graça 😛 Mas a vantagem do Tofu é justamente essa: a gente cria o tempero que quiser pra ele!

2019-01-19 17.23.08-2

Por ser feito da soja, o Tofu é uma ótima fonte de proteína! Se puder consuma de um produtor com certificação de orgânico, boa parte da soja cultivada no Brasil e no mundo é transgênica, o que pode ser prejudicial à saúde.

 

2019-01-19 17.32.16-1

Hoje o Tofu já tem um preço bem mais acessível nas feiras e lojinhas de produtos naturais. Em Porto Alegre, geralmente compro na feira, na banca da Família Hatori, em que 400g custam R$10.

Esse creminho de Tofu lembra a textura de um requeijão, mas com gosto diferente, claro! Ele é tão versátil que já usei até em pizza! Fica bem suave e na receita base dá pra adicionar temperos da sua preferência, como orégano, tomilho, salsinha, açafrão.

Espero que tu goste e que te motive a inventar criações na cozinha! Me escreve aqui nos comentários o que achou ou conta lá no Instagram ♥

 

CREME DE TOFU

  • Dificuldade: fácil
  • Imprimir

Ingredientes

400g de Tofu

Suco de 1/2 limão

3 colheres de azeite de oliva

Água

Sal a gosto

Preparo

  1. Bata o Tofu no processador até reduzir em pedaços menores.
  2. Acrescente o suco de limão e o azeite de oliva, o sal e bata novamente.
  3. Adicione água aos poucos até obter um creme liso e consistente.
  4. Prove para ajustar o sal.
  5. Armazene na geladeira um um pote de vidro por até 7 dias.

Por Laura Barcelos