O que cura a tua alma?

Eu falo muito sobre alimentação consciente por aqui, sobre se nutrir de bons alimentos, de comida viva. Mas há algum tempo tenho ressignificado o nutrir para algo que vai além do nosso corpo. Nos nutrimos dos projetos que criamos, do nosso objeto de estudo, das notícias e histórias que lemos, das experiências de cada dia, das ideias que temos, das relações que cultivamos. Tudo isso pode ser cura ou doença pra alma.

Quando nos rodeamos do que nos faz mal, duvidamos do nosso potencial, questionamos nossa capacidade, nosso direito de agir, pensar, nos sentimos sem energia, sugadas. Mas quando nos fortalecemos do que faz bem, a criatividade flui, nos empolgamos com cada novo passo, ficamos curiosas com novas possibilidades, um sentimento de paixão e admiração por si mesma emerge.

2018-12-23 18.16.51

Toda mulher tem direito a um coro de elogios, disse a Clarrissa Pinkola Estés, no livro Mulheres que correm com os lobos. E eu complemento dizendo: te rodeia de pessoas que, como em uma fogueira, vão fazer acender as tuas faíscas, vão te incentivar, dar suporte, que te apoiem e elogiem a tua criatividade. E aquelas que tiram tua energia, que criticam todo tempo (sem querer construir de fato), que te abafam, que não apoiam a tua expressão, a tua vida, essas, não são dignas do teu tempo. Desapega, deixa ir. É desafiador, é duro. Insistimos, por vários motivos, em situações (relações, empregos, hábitos) que nos podam, que impedem o nosso desenvolvimento. E se a gente não está atenta, a gente corre o risco de viver uma meia vida, com pouca verdade, de projetos e sonhos abandonados.

Te dedica a olhar pra ti e te observar profundamente. O que te faz sorrir de verdade? O que é realmente importante pra ti? Quando souber essa resposta, não abra mão, não faça concessões, não deixa ir embora. O caminho pra nossa essência nem sempre é o mais confortável, nem sempre é o mais simples, mas é o caminho que deixa teu coração tranquilo e animado ao mesmo tempo. A gente precisa cultivar os nossos ambientes internos e externos com o que nos aquece de verdade, por inteiro, com o que nos incentive, nos cuide e nos traga conforto em certa medida. Isso é o que nos nutre da forma mais profunda ❤

Do que você tem se nutrido? 🙂